Buscar
  • Maurício Lopes

Uma gestão ampla utilizando as curvas S

Atualizado: 7 de set. de 2021

Curva S ao alcance de todos – parte I


Uma das ferramentas mais utilizadas e de fácil visualização na gestão das obras é a curva S de avanço físico.

A curva S é um gráfico em forma de “S” e que informa o percentual físico acumulado através dos diversos períodos da obra. A comparação entre o percentual previsto e o efetivamente realizado no período permite se ter rapidamente uma fotografia do andamento da obra. É a representação gráfica da Análise do Valor Agregado, técnica amplamente utilizada nas boas práticas de gestão de projetos.

Ao invés de se fazer a análise do andamento apenas através da averiguação individual das inúmeras atividades do cronograma da obra, esta apresentação gráfica ilustra a situação da obra em suas várias nuances.




Figura 1: Curva S geral da obra



As curvas podem ser desdobradas por local, trecho, pavimento, bloco, prédio, etc., por disciplinas tais como fundação, estruturas, instalações, acabamentos, etc., pelo responsável pelos serviços como engenheiro, encarregado, etc. e até pelas empresas executoras (subcontratadas) das atividades. Este desdobramento é tão melhor quanto tenha sido a estruturação analítica da obra realizada no desenvolvimento inicial do cronograma.

Observamos que na figura 2 está a curva S referente a disciplina das atividades de Drenagem.




Figura 2: Curva S de drenagem da obra


A possibilidade de se ter várias visões da curva S garante um entendimento maior acerca da situação da obra. Na figura 1, que trata da curva S geral da obra, tem-se um desvio significativo entre o previsto e o realizado. Já nas curvas S das figuras 2 e 3, observa-se que a disciplina drenagem tem um desvio acentuado, ao passo que a curva S da figura 3, na disciplina de pavimentação o desvio é bem mais discreto. Tais informações mais pormenorizadas são importantíssimas para se ter a situação real do andamento da obra, auxiliando na tomada de decisões de forma rápida.





Figura 3: Curva S de pavimentação da obra



Além do aspecto efetivamente de controle do andamento da obra, o acompanhamento pela curva S estabelece metas periódicas (semanais, quinzenais ou mensais) que devem ser alcançadas de forma geral para a obra e também em relação as disciplinas, locais, etc. Isto sem dúvida tem sido um ponto de convergência na motivação da equipe da obra envolvida na obtenção dos objetivos previamente estabelecidos.

Podemos observar no dia a dia o esforço, a dedicação e a preocupação dos colaboradores para se alcançar as metas. A tabela 1 abaixo apresenta os percentuais previstos e realizados semanalmente, sejam no período ou acumulado.




Tabela 1: Percentuais previsto e realizados por período e acumulado

O mais importante nisso tudo é que qualquer pessoa, mesmo não sendo um técnico da engenharia & construção consegue interpretar de forma rápida e elucidativa a situação da obra em termos do cumprimento dos prazos.




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo